O Ministério do Meio Ambiente realizará pesquisa com todos os processos de Agendas 21 Locais no Brasil para identificar e avaliar os resultados alcançados pela implementação do plano no território nacional. A pesquisa será realizada por meio de questionários, que serão distribuídos ainda este mês. A expectativa é receber as respostas em até três meses. Os questionários serão encaminhados por e-mail aos fóruns de Agendas 21 nos municípios e disponibilizados no site www.mma.gov.br/agenda21.

Os dados serão analisados para verificar quais os impactos gerados pelas Agendas 21 Locais em cerca de 1600 municípios. A idéia é destacar as boas práticas e disseminá-las.

Antes de fazer a pesquisa nacional, o MMA testou o alcance e a eficácia do questionário para a identificação das ações implementadas. Os testes piloto de aplicação do questionário, para identificar se as questões incluídas no instrumento são adequadas para captar a diversidade dos resultados das Agendas 21 Locais em todo o Brasil e capazes de gerar os dados esperados, foram realizados em abril de 2009, nos municípios de Alta Floresta, Marcelândia e Sorriso, em Mato Grosso.

Dentre os resultados identificados em Marcelândia, por exemplo, está a redução de 96% do índice de queimadas em relação ao ano de 2006, a elaboração de uma proposta de Zoneamento Ecológico-Econômico municipal e a criação de UCs. Em Alta Floresta está sendo executado grande trabalho de recuperação de áreas degradadas na bacia Mariana, além de avanços nas políticas dos resíduos sólidos e hospitalares.

O MMA sugere que o questionário seja respondido em reunião do Fórum da Agenda 21 Local, com a participação dos membros que trabalham na implementação da Agenda 21 nos municípios. O foco da avaliação é a identificação dos resultados alcançados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *