This wig ornaments appears very early. As early as in ancient Egypt, the ancient Egyptian men have shaved his head after all shave and wear wigs. Later the Romans by Egyptian influence, is also keen to wear a wig.cosplay wigsclip in hair extensionshuman hair extensions for womenclip in human hair extensionsreal hair wigshuman hair wigs for white women
Microcrédito: a Democratização do Crédito
  • catalisa@catalisa.org.br

Mais Artigos

ATIVIDADES CATALISA 2012-2013

2013-07-06 21:17:39

Documentos finais da RIO+20

2013-03-09 19:58:34

Movimento ambiental brasileiro aponta retrocessos na política ambiental do MMA

2012-12-28 00:00:00

Declaração da IX Assembleia Geral da Rede Brasil

2012-08-28 00:00:00

ATIVIDADES CATALISA 2011-2012

2012-07-29 00:00:00

RECEITA DE ANO NOVO

2011-12-05 00:00:00

Saúde e Ambiente: Serra Clara, Delfim Moreira/MG

2011-10-26 00:00:00

Especialistas alertam para o perigo dos agrotóxicos para a saúde humana e o meio ambiente

2011-05-12 00:00:00

Brasil implementa ações para garantir água em quantidade e qualidade

2011-04-01 00:00:00

Atividades CATALISA 2010-2011

2011-03-30 00:00:00

Ambiente e saúde: avaliação na Microbacia da Serra Clara, Alto Sapucaí, Delfim Moreira/MG

2011-02-10 00:00:00

Lagos e Rios no Ciclo de Carbono

2011-01-22 00:00:00

Recuperação de Áreas Degradas

2010-11-30 00:00:00

Água doce e ameaçada

2010-10-05 00:00:00

Atividades CATALISA 2009 - 2010

2010-05-30 00:00:00

Década Internacional: Água é Vida

2010-04-15 00:00:00

Norma ISO 26000 é aprovada para publicação em 2010

2010-02-25 00:00:00

Atividades CATALISA 2008 - 2009

2009-04-10 13:52:01

Responsabilidade Social e a construção da Norma ISO 26000

2008-09-26 20:49:42

Capacitação da sociedade: estratégia para a gestão de Recursos Hídricos

2008-08-16 21:48:45

O Evento Festival da Água no Terceiro Milênio

2008-07-14 18:50:23

Educação Ambiental e Agenda 21

2008-05-07 16:56:04

Atividades CATALISA 2007 - 2008

2008-05-03 01:00:32

Refletindo sobre Aquecimento Global e nossa Sociedade

2007-10-01 03:00:00

Escassez de água atinge 1,4 bilhão de pessoas no mundo

2007-09-03 22:18:25

AGENDA 21 LOCAL: A Cooperação entre os 3 Setores em busca da Sustentabilidade

2007-07-01 03:00:00

Atividades CATALISA 2006-2007

2007-05-16 21:02:38

Declaração Universal dos Direitos da Água

2007-03-04 20:58:27

Mudanças Climáticas - Futuro Radical

2007-02-15 16:53:05

Água: Uma Década de Lei

2007-01-23 12:00:30

Refletindo sobre Redes e Desenvolvimento Local

2006-11-09 09:48:18

Brasil - Índice de Desenvolvimento Humano

2006-11-09 00:00:00

Atividades CATALISA 2005-2006

2006-09-20 00:00:00

I Conferência Nacional de Economia Solidária - junho 2006 - Documento Final

2006-08-10 00:13:26

Carta de Santa Maria - Economia Solidária

2006-07-10 00:00:00

Economia Solidária - Texto Base da I CONEA (Síntese)

2006-05-18 15:53:13

Carta Convenção da Diversidade Biológica - COP 8

2006-03-30 00:00:00

Os Donos do Planeta: Corporações 2005

2006-01-14 22:00:57

Conferencia Nacional de Meio Ambiente - Texto Base - MMA

2005-11-08 13:53:39

Pegada Ecológica

2005-10-24 16:45:49

Criação de REDE DE TROCAS entre Empreendimentos Solidários da Cidade de São Paulo

2005-10-15 21:28:15

Lei Especifica Guarapiranga

2005-10-06 16:34:36

Carta de Compromisso Produção Mais Limpa

2005-10-06 14:55:10

Atividades CATALISA 2004-2005

2005-09-30 00:00:00

Consumo Consciente e a Redução de Lixo Produzido

2005-09-26 22:18:26

Conselho Nacional de Economia Solidaria

2005-08-30 15:56:54

Propostas do Ciclo de Seminários Parlamento das Águas

2005-08-24 13:58:11

Cooperação para Sustentabilidade na Capacitação da Sociedade Civil

2005-07-01 13:34:54

Sistema Público de Emprego, Trabalho e Renda - Termo de Referencia

2005-06-28 19:35:26

Composição do Comitê da Bacia Hidrográfica do Alto Tietê / 2005 - 2007

2005-06-28 15:12:13

Anteprojeto de Lei de Regulamentação de Cooperativas de Trabalho

2005-05-31 12:36:13

Microcrédito: a Democratização do Crédito

2005-04-29 16:59:46

Projeto de Lei de Economia Solidária do Estado de São Paulo

2005-03-30 10:47:21

Situação Atual do Mundo

2005-02-15 05:01:34

Jogos Cooperativos na Economia Solidária

2004-12-10 04:19:20

Economia Solidária: a Cooperação nas Relações de Trabalho

2004-11-01 02:01:26

Coperativismo e seus Princípios

2004-09-30 20:48:39

Comércio Justo e Solidário

2004-06-29 02:09:44

Caracterização de Empreendimentos Solidários

2004-05-25 09:54:05

Carta de Princípios da Economia Solidária

2004-04-21 04:52:36

Plano Estadual de Recursos Hídricos

2004-02-02 14:15:34

HINO À BANDEIRA

2003-11-19 10:09:02

HINO À PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA

2003-11-15 10:17:22

Consciência de Grupo: A essência da Cooperação

2003-11-15 04:10:17

Ética e Cooperação

2003-10-29 01:47:48

HINO DA INDEPENDÊNCIA DO BRASIL

2003-09-07 21:58:12

Balanceando o Poder

2003-09-07 04:13:30

Partilhando sobre Liderança e Parceria

2003-08-10 04:07:15

Ecologia Interna e Simplicidade Voluntária

2003-07-29 01:51:49

Permacultura: A Cooperação com a Natureza

2003-07-15 20:16:55

O Conceito de Sustentabilidade e Desenvolvimento Sustentável

2003-06-03 01:36:07

Reflexões sobre a Cidadania

2003-05-29 01:41:42

HINO NACIONAL BRASILEIRO

2003-05-07 10:04:59

seminario_microcredito.jpgO combate à pobreza requer a adequada potencialização da população para a obtenção de meios de subsistência sustentáveis, representando inclusive um dos principais focos da Agenda 21.

Metade da população brasileira economicamente ativa trabalha em microempresas, mas menos de 5% desse universo consegue obter empréstimos bancários. Consideramos que o Brasil conta hoje com 13,9 milhões de microemprendimentos e que ¼ da população que neles atua estão na informalidade.

A fim de permitir que as camadas de mais baixa renda tenham acesso a crédito e, por conseqüência, a uma maneira mais digna  de vida graças à obtenção de  recursos para suas atividades, o Governo Brasileiro está incentivando a expansão de um sistema chamado MICROCRÉDITO que se transformou em um aliado dos empreendimentos de pequeno, micro e nano porte, formais ou informais.

No programa de Microcrédito, o empreendedor  não precisa conhecer termos como alienação e arrendamento, commodities ou caução usados pelas instituições financeiras tradicionais. E a figura do gerente da instituição financeira tradicional dá lugar à figura do agente de crédito, que atua como um parceiro  na orientação para criação de um  novo negócio ou expansão de uma atividade já existente.

O microcrédito revela-se efetivamente como uma alternativa de crédito para  empreendedores de baixa renda -  pessoas físicas e jurídicas - do setor formal e informal. São empréstimos de valores relativamente pequenos, destinados a quem pretende montar um negócio ou já exerce alguma atividade de produção,  comércio ou de prestação de serviços e deseja fazer crescer suas atividades.

Importante destacar que na filosofia e operação do microcrédito a que estamos nos referindo, o mesmo destina-se para financiamento de atividades econômicas e não o consumo.

Apresentamos a seguir um panorama histórico do Microcrédito. 


Microcrédito – Panorama Mundial

O primeiro modelo de microcrédito do mundo aconteceu na Alemanha, em 1846. A Associação do Pão foi criada por um pastor chamado Raiffensen que cedeu farinha de trigo para que os fazendeiros da região, que estavam endividados, pudessem fabricar e vender pão para obter capital de giro. A associação transformou-se em uma cooperativa de crédito para a população pobre.

Em 1900, foi criada em Quebec, no Canadá, a organização Caisses Populaires – um jornalista e mais 12 amigos reuniram 26 dólares canadenses para emprestar aos mais pobres. Nos Estados Unidos, em 1953, foram criados os fundos de ajuda que se transformaram no que se chamou Liga de Crédito.

Em 1992, surgiu na Bolívia o primeiro banco comercial em bases lucrativas direcionado ao microcrédito. Hoje, o banco atende cerca de 70 mil clientes, sendo 70% de mulheres.

O modelo que serviu para popularizar o microcrédito, no entanto, foi uma experiência feita na Índia, em Bangladesh, pelo professor de economia Muhamed Yunus que resolveu financiar, com seu próprio dinheiro, as pequenas atividades de um grupo de pessoas pobres que até então recorriam aos agiotas. A associação cresceu e deu origem ao Banco Grameen, que revolucionou o microcrédito no mundo e hoje atende mais de 3 milhões de pessoas em 30 países. O banco dispõe da figura do agente de crédito e usa o aval solidário - os grupos se responsabilizam mutuamente.

Vários são os casos de sucesso do microcrédito em diferentes partes do mundo.

Microcrédito – Panorama Brasileiro

Metade da população brasileira economicamente ativa trabalha em microempresas, mas apenas menos de 5% desse universo consegue obter empréstimos bancários. Consideremos que o Brasil conta hoje com 13,9 milhões de microemprendimentos e que ¼ da população que neles atua estão na informalidade.

O programa de microcrédito foi implantando no Brasil em 1973, em Recife e Salvador, com uma experiência de concessão de crédito para o setor informal urbano.  Tratava-se do programa União Nordestina de Assistência a Pequenas Organizações (UNO).

Em 1987, uma outra experiência foi implantada em Porto Alegre pelo Centro de Apoio aos Pequenos Empreendimentos Ana Terra (Ceape), que hoje atua com  12 centros em vários estados brasileiros.

A criação do Banco da Mulher (www.bancodamulher.org.br) em 1989, na Bahia, também foi um marco para a liberação de microcrédito, ao funcionar com o apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e do BID. O Banco da Mulher atua em diversos países e no Brasil tem representantes em sete estados.

Em 1995, o Conselho da Comunidade Solidária começou a discutir formas legais e apoios de ONGs para expandir o microcrédito no Brasil. Nesse mesmo ano, surgiu no Rio Grande do Sul a Portosol, uma parceria entre a Prefeitura de Porto Alegre e a sociedade civil que se transformou em referência para a criação de ONGs direcionadas ao microcrédito.

Em 1996, o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) passou a apoiar as iniciativas populares com a criação do Programa de Crédito Produtivo Popular.

Na concessão de microcrédito, merece destaque no Brasil o  Banco do Povo, que funciona através de uma agência financiadora, como os bancos federais ou governos estaduais e municipais, em parceria com organizações não governamentais ou grupos de empresários.

Hoje, as políticas de microcréditos aos trabalhadores de baixa renda estão presentes na maioria dos estados e em muitas prefeituras no Brasil, com poucas diferenças entre elas.
 

Considerações finais

O Microcrédito constitui-se numa importante estratégia para ampliar as oportunidades de trabalho e geração de renda, inclusão socioeconômica e melhoria da qualidade de vida.

Destacamos o Microcrédito como filosofia de relação diferenciada, de pessoa para pessoa, pela qual o atendimento e o acompanhamento de cada caso representa um direito de cidadania e de co-responsabilidade, dinamização da economia local e tendência à evolução dos micro negócios para a condição de formalidade.

Apesar da existência de consideráveis recursos destinados ao microcrédito nos últimos anos no Brasil, podemos considerar que essas políticas carecem de expansão devido a vários fatores, entre eles o fato de o governo não conhecer devidamente o perfil do público tomador e ao mesmo tempo a população desconhecer as características do microcrédito como importante benefício disponível e as instituições de microcrédito existentes em cada região.

Nesse contexto, a QUALIFICAÇÃO para o Microcrédito é considerada um importante investimento, tendo-se como premissas básicas a sustentabilidade/continuidade, qualidade e autonomia de decisão.

É com especial satisfação que a CATALISA – Rede de Cooperação para Sustentabilidade - está contribuindo na difusão do conceito e da prática do Microcrédito no Brasil, desenvolvendo atividades de qualificação em Microcrédito.

human wigs for white womenreal hair wigs for womenreal hair wigsPaula young wigs for women - Real hair wigslong angled bob