Gestão de Grupos

Reconhecendo que um dos principais desafios de nossa sociedade é o desenvolvimento de competências para a Convivência em Grupo, buscamos contemplar os mais importantes aspectos envolvidos nos processos coletivos de relações pessoais e de trabalho, tais como: organização e qualidade, efetividade de comunicação, confiança, liderança e uso do poder, autogestão, valorização da diversidade, mediação de diferenças, tomadas de decisão, etc.

Qualificação profissional e Social

Oferecemos como principais instrumentos metodológicos para gestão de grupos:

  • Jogos Cooperativos – Com objetivos específicos e seguindo as regras de cada Jogo, os jogadores precisam exercitar diversas práticas na arte da convivência para superarem desafios comuns e, juntos, atingirem os objetivos. O empenho cooperativo necessário e a prática de outros valores humanos é a base na qual são reconhecidos padrões de condicionamento de nossa sociedade e a descoberta de múltiplas possibilidades e estratégias de natureza cooperativa e inclusiva.
  • Liderança Compartilhada – Tem por foco resgatar o sentido essencial da Liderança, proporcionar a verdadeira dimensão da Parceria e do (re)significado do uso do Poder. Propomos uma total revisão de nossas Atitudes individuais e nas estruturas organizacionais convencionais.
  • Trimembração – Concebida por Rudolf Steiner para o organismo social, consiste numa proposta de organização e gestão coletiva, trazendo uma ampla série de benefícios operacionais, soluções ou modos de encaminhamento para impasses nas relações profissionais, maior agilidade no fluxo de informações, grande dinamismo e criatividade na tomada de decisões, bem como maior maturidade nas relações de trabalho.
  • Gestão de Diferenças – Fundamentando-se na Cultura da Cooperação e na conexão empática, praticamos a Linguagem Cooperativa. É uma série de exercícios específicos, de simples aplicação no cotidiano, que desenvolve a expressão sincera, pessoal e grupal, de sentimentos e necessidades, promovendo a qualidade da relação intra e interpessoal. Demonstra-se como uma possibilidade bastante apropriada para a gestão de conflitos nos mais diversificadas situações. Para Grupos a partir de 6 pessoas.

“Creio que para enfrentar o desafio de nossos tempos, os seres humanos terão que desenvolver um maior sentido de responsabilidade universal. Cada um de nós terá de aprender a trabalhar não apenas para si, sua família ou país, mas em benefício de toda a humanidade. A responsabilidade universal é a verdadeira chave para a sobrevivência humana”. (Tenzin Gyatso, o XIV Dalai Lama, Brasil, 1992)